A automação industrial assim como o controle e automação industrial são os processos de automatizar máquinas e processos industriais. A automação industrial no Brasil é matéria de curso de robótica, mecatrônica, engenharia elétrica e outros cursos.

O CLP ou PLC que é sigla em inglês, é o componente central de um sistema de automação industrial. O CLP comanda as cargas como por exemplo, motores elétricos e sistemas de iluminação através de uma linguagem de programação ladder para PLC ou CLP.

O que é automação industrial e quais são os principais componentes que compõem a estrutura de um sistema de automação industrial? Sabe o que é um PLC? Neste vídeo o Mundo da Elétrica responde estas perguntas e fala também sobre inversor de frequência, SoftStarter e Servo Driver.

Vídeo sobre a automação industrial

Dentre os objetivos deste vídeo, destacamos:

Temas abordados:

  • Na automação industrial existem vários componentes que se comunicam e fazem as máquinas funcionarem de forma automática.
  • Automação industrial ou sistema de automação industrial é a utilização de máquinas eletromecânicas, softwares e equipamentos específicos para automatizar processos industriais.
  • A principal função de automatizar processos é produzir mais com menor quantidade de retrabalho, melhor nível de qualidade, e com o menor custo possível.
  • Por muito tempo o acesso à equipamentos de automação era bem restrito e os preços bem altos! Hoje o mercado possibilita um acesso maior aos equipamentos de automação.
  • O principal equipamento da automação industrial é o CLP, esta sigla significa Controlador Lógico Programável, ou PLC que significa a mesma coisa, porém em inglês.
  • O CLP é responsável por receber as informações de entrada, processar estas informações e enviar sinais de execução para as saídas.
  • As entradas de informações para o CLP podem ocorrer através vários componentes, alguns automáticos como sensores e indutores.
  • Um componente importante da automação é a IHM ou interface homem máquina.
  • A IHM é uma tela em que podem ser lidas informações de monitoramento e ao mesmo tempo, em alguns modelos de IHM’s, serem executadas funções.
  • Nas saídas de sistemas automáticos estão as cargas, que normalmente são motores elétricos. O PLC envia os sinais de comando para os drivers que tem a função de acionar os motores.
  • Existem alguns tipos de drivers como por exemplo, o inversor de frequência, que tem a função de regular a velocidade dos motores.
  • O SoftStarter tem a função de partir o motor de forma suave para evitar desgastes e picos de correntes.

Partes em destaque neste vídeo:

  • 00:55 – A automação está presente como automação industrial, mas existe a automação residencial, algumas automações simples como um sistema de irrigação automática proporcionam conforto para o dia a dia.
  • 01:52 – Entre os elementos de entrada de um sistema de automação as botoeiras são as mais simples e estão presentes em todas as maquinas e sistemas automáticos industriais.
  • 02:37 – Mesmos os disjuntores podem fazer parte de sistemas de automação na parte de proteção da automação industrial.

Lista de vídeos similares:

Sistema AUTOMÁTICO de IRRIGAÇÃO CASEIRO fácil de fazer

Inversor de frequência – O que é e como funciona!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)